Eleições europeias: a oportunidade de dar a sua opinião
 

As eleições europeias dão-lhe a oportunidade de escolher quem o representará no Parlamento Europeu e de ajudar a decidir o tipo de Europa que temos.

As eleições europeias dizem respeito à seleção de quem quer que defenda os seus interesses na UE. Os deputados ao Parlamento Europeu não só elaboram e aprovam nova legislação, mas também votam em novos acordos de comércio, fiscalizam as instituições e a forma como é despendido o dinheiro da UE, bem como lançam investigações sobre questões específicas. Informe-se sobre os deputados que representam o seu país neste momento.

Ao votar nas eleições da UE, exerce o seu direito democrático de participar nas decisões sobre o futuro da Europa e confere ao Parlamento a legitimidade de que este necessita para desempenhar as suas funções.

Precisamos de uma Europa onde as pessoas sintam que as suas vozes são ouvidas.

Presidente do Parlamento David Sassoli num discurso no Conselho Europeu, 17 de outubro de 2019.

Share: 

    As eleições realizam-se de cinco em cinco anos e são as maiores eleições transnacionais do mundo. Na sequência das eleições, o Parlamento vota para eleger o novo Presidente da Comissão Europeia, que é o órgão executivo da UE, e aprova todo o colégio de comissários.

    Nas últimas eleições, em maio de 2019, verificou-se um aumento significativo da taxa de participação dos eleitores, que aumentou para uma média da UE superior a 50%. O Parlamento realizou uma campanha de informação apartidária que instava as pessoas a votar. A campanha levou ao lançamento da comunidade Together.EU, com o objetivo de promover debates sobre o futuro democrático da Europa.

    Como funciona o processo de votação

    Embora existam algumas regras comuns relativas às eleições, alguns aspetos podem variar de país para país, como, por exemplo, a possibilidade de votar por correspondência ou a partir do estrangeiro.

    Os dias das eleições também podem ser diferentes. As eleições começam, normalmente, numa quinta-feira (dia em que, regra geral, os Países Baixos votam) e terminam num domingo (quando a maioria dos países realiza as suas eleições).

    O número de deputados eleitos em cada país depende da dimensão da população, com os países mais pequenos a obterem mais lugares do que a estrita proporcionalidade implicaria. Atualmente, o número de deputados ao Parlamento Europeu vai de seis para Malta, Luxemburgo e Chipre até 96 para a Alemanha.

    As eleições são disputadas pelos partidos políticos nacionais, mas, uma vez os deputados ao Parlamento Europeu eleitos, a maioria opta por integrar grupos políticos transnacionais. A maioria dos partidos nacionais está associada a um partido político a nível europeu.