Please fill this field
Isabel SANTOS Isabel SANTOS
Isabel SANTOS

Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu

Membro

Portugal - Partido Socialista (Portugal)

Data de nascimento : , Gondomar

Página inicial Isabel SANTOS

Presidente

DMAS
Delegação para as Relações com os Países do Maxereque

Membro

CPDE
Conferência dos Presidentes das Delegações
AFET
Comissão dos Assuntos Externos
DROI
Subcomissão dos Direitos do Homem
DLAT
Delegação à Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana

Membro suplente

LIBE
Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos
DAND
Delegação para as Relações com os Países da Comunidade Andina
DMED
Delegação à Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo

Últimas atividades

Apropriação de terras e desflorestação no Amazonas (debate)

19-06-2020 P9_CRE-PROV(2020)06-19(3-041-0000)
Contributos para os debates em sessão plenária

União Bancária - relatório anual de 2019 (A9-0026/2020 - Pedro Marques)

19-06-2020
Declarações de voto escritas

Na sequência da crise financeira de 2008, a União Bancária teve um papel fundamental na garantia dos setores da banca, financeiro e de seguros, permitindo que se tornassem mais resistentes aos embates sistémicos que pudessem voltar a ocorrer em eventuais novas crises, com consequências nefastas para a economia real, para o investimento e para a proteção dos cidadãos perante a falência de bancos e empresas financeiras.
Dos três elementos constitutivos da União Bancária, ainda está para se concretizar o “conjunto único de regras”, chamada a “espinha dorsal” do sistema, que permitirá criar regras de regulação iguais em todos os países da UE, assegurando estabilidade e evitando distorções do mercado. Não obstante, este Relatório contém aspetos muito positivos: aborda de forma clara a proteção dos direitos dos consumidores, reforçada pelo forte apelo à criação de um sistema europeu de garantia dos depósitos, reduzindo os riscos dos depositantes, cuja confiança é fundamental para o investimento na zona euro. Ainda a adoção de uma perspetiva incisiva no sentido de rever o quadro de combate à lavagem de dinheiro, que, de uma vez por todas, tem de responder às deficiências que, até hoje, permitem um enorme desperdício de recursos. Por isso, votei favoravelmente.

Balcãs Ocidentais, na sequência da Cimeira de 2020 (A9-0091/2020 - Tonino Picula)

19-06-2020
Declarações de voto escritas

Este relatório é um sinal claro de que o Parlamento Europeu apoia a continuação do processo de alargamento, principalmente por ter sido uma das políticas mais bem-sucedidas da UE. A política de alargamento é também uma condição prévia para promover a presença da União e os seus interesses estratégicos nos Balcãs Ocidentais, pelo que deve ser encarada como sendo do nosso interesse comum. Acredito na continuação do processo de alargamento e votei por isso de forma positiva este relatório.

Contacto

Bruxelles

Strasbourg